Menu

Osteoporose na terceira idade

Equipe Gero360 em 21/10/2021

blank

O processo de envelhecimento traz algumas alterações fisiológicas que podem afetar a qualidade de vida do indivíduo. Entre as alterações possíveis, há a perda de massa óssea, que caracteriza a osteoporose na terceira idade. Apesar de atingir mais as mulheres, esta perda de massa óssea pode acontecer em ambos os sexos com a chegada da terceira idade.

De acordo com a Associação Brasileira de Avaliação Óssea e Osteometabolismo (Abrasso), no Brasil já são cerca de 10 milhões de pessoas sofrendo com esta doença, a qual torna os ossos enfraquecidos e predispostos a fraturas. A oesteoporose é a principal causa de fraturas na população acima de 50 anos.

 

Sobre a osteoporose na terceira idade

A principal causa da osteoporose em pessoas idosas é o desequilíbrio entre a reconstrução e a perda da formação óssea, que torna esses indivíduos mais propensos a fraturas. Normalmente, a perda óssea tem início nessa faixa etária. Outros fatores que podem ocasionar o problema são: falta de cálcio, menopausa, doença renal, problemas hormonais, entre outros.

Apesar dos impactos físicos e emocionais que a osteoporose causa, os diagnósticos só costumam ser feitos quando ocorrem fraturas, o que, de acordo com a International Osteoporosis Foundation (IOF), chega a bater 8,9 milhões por ano, em outras palavras, uma fratura acontece a cada 3 segundos.

Para incentivar a conscientização sobre a importância da prevenção, diagnóstico e tratamento desta doença, o dia 20 de outubro foi escolhido para celebrar o Dia Mundial e Nacional da Osteoporose. Por isso, aproveitamos essa data para compartilhar algumas dicas e informações que podem ajudar a sua casa de repouso a tratar este tema tão importante. Confira.

A prevenção é o melhor remédio

Apesar de ser uma doença comumente associada ao envelhecimento, alguns hábitos podem influenciar na ocorrência da osteoporose, como o sedentarismo, a má alimentação e o consumo de bebidas alcóolicas. Confira algumas ações:

  • Aposte em alimentos ricos em cálcio, como leite e derivados, e folhas verdes escuras. Eles são essenciais para fortalecer os ossos;
  • É importante diminuir ou evitar o consumo de carne vermelha, refrigerantes, café, sal, cigarro e álcool;
blank
  • Aproveite de 20 a 30 minutos do sol da manhã para estimular a produção de vitamina D;
  • Incentive a prática de exercícios físicos, desde os mais simples, como caminhadas, até musculações e atividades em grupo. Os exercícios ajudam a fortalecer os músculos e melhoram o equilíbrio e os reflexos, evitando as quedas.

Quais atividades físicas a minha ILPI pode oferecer?

blank

Quando a primeira fratura acontece, as chances deste problema ocorrer novamente aumentam em cinco vezes. Por isso, é preciso investir em exercícios físicos que fortaleçam os músculos e melhorem o equilíbrio, assim, o risco de quedas diminui e, com ele, diminuem também as chances de fraturas em ossos. Além disso, é preciso levar em consideração que as partes do corpo com maior risco de sofrer fratura são a coluna lombar, o antebraço, o fêmur e o quadril, por isso, essas áreas precisam ser priorizadas durante as atividades para serem fortalecidas.

Veja abaixo algumas sugestões de exercícios que podem auxiliar os residentes a prevenir e até melhorar seu quadro de osteoporose:

  • Musculação e treino funcional: além de melhorar a força, estes exercícios podem contribuir positivamente para a coordenação e o equilíbrio, ajudando a aumentar o tônus muscular e melhorar a locomoção, reduzindo riscos de queda;
  • Caminhada: pode trazer benefícios para o fêmur e para a coluna, ajudando a manter a densidade óssea;
  • Dança: a dança utiliza os ossos da perna, do quadril e da coluna, fortalecendo essas regiões. Além disso, a prática melhora a circulação sanguínea e a capacidade cardiorrespiratória;
  • Hidroginástica e natação: exercícios na água, por serem de baixo impacto, são os mais indicados para idosos que já apresentam alguma limitação física, mas, assim como a musculação, a hidroginásticas e a natação atuam diretamente sobre antebraço, quadril e coluna lombar, aumentando a densidade mineral óssea.

Agora que já sabe quais exercícios podem ajudar os residentes a prevenir ou tratar um quadro de osteoporose, converse com o fisioterapeuta, ou profissional responsável pelas atividades físicas na sua ILPI, sobre as possibilidades para chegarem juntos à melhor opção para os idosos!

Para te ajudar a encontrar as melhores soluções para os desafios do cuidado dos idosos, a Gero360 te auxilia com a gestão de sua casa de repouso para que você e sua equipe consigam otimizar seu tempo e focar na qualidade e na humanização do atendimento que seus residentes merecem, como a adoção de técnicas como a Musicoterapia!

Clique aqui para saber mais sobre as vantagens do nosso aplicativo e sobre o nosso sistema de gerenciamento de ILPI’s.