O cuidador: quem é essa pessoa e como ajudá-la?

O cuidador é aquele que ajuda quem necessita de cuidados. São pessoas que ajudam outras pessoas a executar tarefas da vida diária, quando estas não tem autonomia ou independência para executá-las.

Ana Paula em 06/11/2018

Cuidador familiar

O cuidador

O cuidador é aquele que ajuda quem necessita de cuidados. O cuidador ajuda, por exemplo, um familiar com doença de Alzheimer, uma criança com diabetes tipo I, um cônjuge que teve um AVC ou uma mãe com câncer. Grande parte dos cuidadores são familiares não-remunerados, que prestam cuidados em período integral ou meio período.

No texto “Saúde do cuidador em foco”, a SBGG-SP apresenta alguns dados sobre a realidade do cuidador, tais como:

  • Estima-se “que 80% dos cuidadores cumprem essa função diariamente, numa rotina que envolve não apenas os cuidados pessoais do paciente mas também tarefas domésticas.
  • 37% dos cuidadores estão envolvidos na administração de medicamentos, injeções e tratamentos médicos para o paciente
  • Estima-se que 26% dos cuidadores gastem até 10% de sua renda mensal em itens relacionados ao cuidado.

A SBGG-SP alerta para os riscos de cuidar e ressalta a importância de cuidar, também, da saúde do cuidador. Nós reforçamos este coro. Como já escrevemos antes no post “Cuidar de alguém não pode ser um ato solitário”, é preciso (e possível!) dividir tarefas e criar um círculo no qual as pessoas se ajudem. Ao criar o círculo de cuidados, o cuidador distribui atividades e compartilha informações com pessoas que podem ajudá-lo a cuidar melhor de alguém ou de si mesmo.

Uma forma de fazer isso é usando a tecnologia. O celular, tão utilizado para bate-papo, pode ser uma ferramenta poderosa para o cuidar junto.

Um cuidador familiar e uma ideia

Recentemente, a SBGG-SP repercutiu matéria da jornalista Mariza Tavares para o G1 e ressaltou a contribuição do aplicativo gratuito Gero360 para cuidados com o idoso. Em seu texto para o blog Longevidade: mode de usar, a jornalista conta o que Leônidas Porto, fundador da Gero360, fez para ajudar a mãe, que ficou viúva cedo e criou oito filhos, quando ela começou a perder independência e autonomia.

“Depois que os filhos casaram, ela quis continuar morando sozinha. Quanto tinha 75 anos, notamos que já enfrentava algumas limitações, embora continuasse querendo ficar em casa. Três filhos moravam perto, eu inclusive, e fiquei responsável pela gestão dos cuidados. Foi quando comecei a trabalhar no conceito de um aplicativo que controlasse a rotina dos medicamentos e as medições vitais”.  [trecho do texto de Mariza Tavares, que pode ser lido na íntegra neste link]

O aplicativo mencionado na matéria, é o Gero360. Ele é grátis e está disponível para iOS e Android. De acordo com o criador do Gero360, o aplicativo oferece os recursos necessários para facilitar a vida do cuidador porque foi desenvolvido por cuidadores familiares.

 

Como funciona o aplicativo para o cuidador?

Usar o aplicativo Gero360 é muito fácil, para começar recomendamos as seguintes ações:

1. Baixe o aplicativo agora mesmo e faça o seu login



2. Crie o primeiro círculo de cuidados: para você ou para alguém de quem você vai cuidar

3. Convide outras pessoas para fazer parte do círculo que você criou

4. Planeje, registre e acompanhe medições vitais, eventos regulares e o uso de medicamentos

5. Defina seus lembretes e alertas

Pronto! Depois, basta usufruir os benefícios de ter o Gero360 gratuito sempre com você.

 

Recursos principais

Medicamentos

Simplifique a administração de medicamentos, tendo sempre em mãos as informações necessárias para comprar ou administrar o remédio, conforme a prescrição médica.

Medições Vitais

Registre ou consulte o histórico de medições vitais e saiba quando, por exemplo, a pressão arterial ou a temperatura estiverem fora do padrão esperado.

Lembretes e Alertas

Receba lembretes das tarefas sob sua responsabilidade ou alertas caso algum item relevante da agenda de cuidados tenha sido esquecido por outra pessoa.

Eventos

Organize ou consulte os eventos rotineiro, tais como: atividades físicas, lazer, alimentação ou compromissos sociais.

Círculo de Cuidado

Compartilhe informações com quem te ajuda a cuidar de alguém: família, médicos, fisioterapeuta, nutricionista ou quem mais você quiser.

 

Começar a usar o aplicativo gratuito