Saí da rotina e esqueci o remédio… E agora?

Esquecer de tomar o remédio conforme a recomendação médica é mais comum do que a gente imagina. Especialmente, quando saímos da rotina.

Ana Paula em 03/12/2019

Confira dicas de como administrar a rotina de cuidados e os medicamentos em períodos fora da rotina

Esqueci o remédio… E agora? O carnaval chegou ao fim e uma das razões pelas quais adoramos os dias de folia é que, nesta época, quebramos regras e fazemos muitas coisas de forma diferente da habitual. No entanto, em alguns assuntos, sair da rotina pode oferecer sérios riscos. É o caso de quem faz uso regular de medicamentos: não tomar os medicamentos corretamente pode ocasionar na perda da eficácia, efeitos colaterais e até mesmo risco de morte, em casos extremos.

Por que devo manter a minha rotina de medicamentos?

Tomar o remédio na hora certa aumenta a sua eficácia, além de reduzir ou elevar os efeitos colaterais. Isso ocorre porque o nosso organismo se adapta às mudanças que ocorrem com a ingestão dos medicamentos e incorpora esse ritmo. Além disso, é importante estar atento à forma de usá-lo de acordo com a orientação médica: antes ou depois de uma refeição, com alimentos, e outros fatores que também afetam a eficácia do tratamento.

Mais de 50% de todos os medicamentos são incorretamente prescritos, dispensados e vendidos; e mais da metade dos pacientes que os utilizam o fazem incorretamente. Esses erros são causados por diferentes motivos, entre eles, a administração, o consumo e o monitoramento dos medicamentos. Em 2017, os erros de medicação de forma geral correspondiam a 30% dos erros em hospitais. Na atenção primária, é a principal causa de eventos adversos, principalmente em crianças e idosos. Os dados são da Agência Nacional de Saúde (ANS).

No caso dos idosos, a situação se torna ainda mais crítica, por fazerem parte do grupo de pessoas que mais utilizam medicamentos, e, normalmente, uma grande quantidade deles por semana. Um estudo mostra que 40% das pessoas com 65 anos ou mais tomam, no mínimo, cinco medicamentos diferentes por semana. 12% delas tomam dez ou mais medicamentos semanalmente.

 

Quem participa dessa rotina de cuidados, seja um idoso ou um cuidador responsável, sabe que administrar o controle de medicamentos, horários, dosagens, tudo isso aliado ao histórico de saúde, recomendações, observações… Como falamos no nosso post Cuidar de alguém não pode ser um ato solitário (ainda não leu? Clique aqui.), assumir esta tarefa envolve múltiplas responsabilidades e uma lista extensa para ser lembrada, que inclui:

 

 

  • Não esquecer de dar a medicação na hora e na dosagem certa;
  • Monitorar, com frequência: glicemia, pressão arterial, frequência cardíaca e respiratória, dentre outros itens vitais;
  • Agendar e participar de consultas e exames médicos;
  • Cuidar do estoque e comprar remédios;
  • Dar banho, trocar fraldas (geriátricas ou não).

Deu para perceber que não é uma tarefa fácil, certo? E, principalmente, fundamental na manutenção do bem estar do idoso.

Como eu posso me organizar para não esquecer o remédio?

Se você está no grupo de pessoas que costuma esquecer sua rotina de medicamentos, chegou o momento de se organizar para não repetir o erro. Algumas práticas simples podem te ajudar com essa tarefa:

  • Defina horários fixos
  • Crie lembretes e agende alarmes de acordo com cada remédio
  • Compartilhe o cronograma de medicamentos com outras pessoas próximas (família ou cuidadores)
  • Utilize uma caixa organizadora de medicamentos

O aplicativo Gero 360 é uma opção prática para quem quer reunir as três primeiras funcionalidades em um só lugar. Ele disponibiliza sempre em mãos as informações necessárias para comprar ou administrar o remédio, conforme a prescrição médica. Além disso, o app apresenta o registro do histórico de pressão arterial, níveis de glicemia, temperatura, frequências cardíaca e respiratória, dor e outros dados relevantes ao acompanhamento da saúde de um idoso.

Quer conhecer mais sobre o app Gero 360? Clique aqui e tenha mais informações!

 

Baixe nosso aplicativo:

 

Fontes:

Por que tomar remédio na hora certa é obrigatório?: https://blog.qualfarmacia.com.br/por-que-tomar-remedio-na-hora-certa-e-obrigatorio/

Medicamentos: Uso seguro e cuidados essenciais: http://www.ans.gov.br/temas-de-interesse/medicamentos-uso-seguro-e-cuidados-essenciais

Medicamentos e Envelhecimento: https://www.msdmanuals.com/pt/casa/quest%C3%B5es-sobre-a-sa%C3%BAde-de-pessoas-idosas/medicamentos-e-envelhecimento/medicamentos-e-envelhecimento